sábado, 5 de setembro de 2009

BOM AMIGO! PORQUÊ? (4)

Continuação...

Senti as minhas pernas a tremer, mas fiz-lhe a vontade...De seguida começou a tentar desapertar as minhas calças, imediatamente a ajudei... confesso que o “meu pequeno irmão” estava mais assustado que eu, mas ela de imediato, enquanto era penetrada pelo companheiro começou a acariciar o “meu pequeno irmão”, ao começar a tomar as melhoras ela não teve duvidas de acariciá-lo com a sua língua de uma forma meiga e audaz, seguindo-se leves mamadas, que me iam deixando louco de tesão, tentei desviar-me um pouco daquelas fortes sensações, pois corria o risco de me vir rapidamente e passar uma valente vergonha perante ela e ele, que estavam naquele bem bom antes de eu chegar... passados uns bons minutos, ela gemia cada vez mais intensamente seu companheiro arfava de prazer, pensei que devia estar a chegar um momento de me deixar ir pelo imenso prazer que me estava a dar aquela gostosa mamada...

Sentia que não aguentava mais, senti-me na obrigação de pronunciar umas breves palavras, como forma de aviso...
- Estou-me a vir...
- Quero todo teu leite (disse ela)

Aguentei mais uns minutos, para disfrutar ao máximo aquele momento.

De um forma não planeada, viemos-nos em uníssono, mantivermos-nos quietos e em silencio por alguns minutos, depois de bem chupado e do “meu pequeno irmão” se ter encolhido e aquela maravilhosa mulher se ter erguido, vesti-me o melhor possível.
Sabendo que aquele lugar não era o meu, enquanto saia consegui balbuciar apenas uma palavra.

- Obrigado!
- Obrigada eu, BOM AMIGO! , disse ela...
FIM

3 comentários:

Silly disse...

Daí o teu nick... de bom amigoh. ;-)

Mas que BEM!

Beijo

Libertya... disse...

sexta feira frutifera... ;)

MissM disse...

Tive q vir ao inicio ... é assim q gosto de conhecer um blog ... Aqui está um homem para as ocasiões!!!!
Beijo