quarta-feira, 15 de junho de 2011

Sem abrigo...

Hoje sinto-me um gato sem abrigo,
desejoso de uma gata fina,
para entrar comigo na minha cabana
e que me desse muito prazer,
para esquecer a luta que é a vida...

Um comentário:

Lolita disse...

Se pedires com muita força talvez te caia uma do céu... :P