quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Acorda-me...

 
Acorda-me lentamente,
suaves e leves toques,
dos teus dedos,
da tua língua,
afunda na tua boca,
sentindo rigidez,
encaixo perfeitamente
em ti...
 
 


Um comentário:

castor disse...

É interessante fomentar protogonismo