segunda-feira, 21 de abril de 2014

Morde...

Morde,
entrega-te ao pecado,
à entrega proibida,
à lúxuria
ao prazer de dar e receber,
sente os meus lábios quentes nos teus,
morde-me e deixa-me morder...